segunda-feira, 22 de março de 2010

"DESAFIO"

O amigo e poeta Jorge Pimenta, do Viagens de Luz e Sombra, lançou-me um desafio que trata-se de um Canto Geral dos sentidos e seus matizes.


Jorge, aceito, sim, confesso que desajeitadamente, mas lisonjeado por ser um dos selecionados, o desafio lançado a mim, e cá estou a triplicar-me em quatro:

4 lugares onde comprar:
__ Livraria Leitura: onde leio mais que compro (geralmente enquanto a musa-esposa namora utensílios de outras utilidades várias, antes de vir folhear comigo meus autores preferidos) e adquiro mais do que pago, quando levo pra casa a fortuna de um livro. Não me canso de ir ao shopping para passear entre as prateleiras que guardam volumes e mais volumes de tijolos feitos de capa e páginas.
__ Supermercado Coelho Diniz: não sei se é o melhor ou o que mais barato vende, mas está localizado mais próximo de casa e tempo também é dinheiro, especialmente para quem tem pouco dinheiro para gastar.
__ Churrasquinho do Kabeça, na Ilha: onde eu e a musa-esposa-poeta-cantora conhecemos um arroz chinês feito na chapa que virou cardápio obrigatório uma vez por semana, além de um pão com linguiça que o poeta Roberto Lima precisa conhecer quando pousar seus pés em Valadares (revisited) de novo.
Ps. o Kabeça é a 'cara' (e o corpo também: altura, óculos, barba...) do compositor baiano Roberto Mendes, que também será convidado a apreciar as especiarias de seu sósia, quando enfim cumprir a promessa de vir trazer um pedacinho de sua Santo Amaro para fazer samba e morada num palco valadarense.
__ Livraria Leitura: outra vez e sempre, sempre outras vezes.

4 cheiros:
__ cheiro de um poema recém-nascido.
__ "O Cheiro de Deus", romance de Roberto Drummond, genial já o título.
__ cheiro do cio, entre o silêncio que grita e a cachoeira que dele brota de líquidos que inundam o nariz de prazer e êxtases.
__ cheiro de loção para abafar o insuportável mau-cheiro da memória, dum verso de Carlos Drummond de Andrade.

4 coisas que me fazem sorrir:
__ o sorriso de uma criança.
__ o sorriso de minha mãe.
__ um aperto de mãos quando é dado com a alma, acusado por uma lágrima interna.
__ um gesto de boa vontade entre as pessoas, quer seja uma ajuda para atravessar a rua; uma moeda num canto difícil do bolso ou bolsa, estendida para facilitar um troco; uma gentileza no trânsito; uma qualquer atitude que desconstrua um muro mas erga uma ponte.

4 blogues a desafiar:
__ "Teatro da Vida", de Lara Amaral.
__ "Mil e Um Poemas", de Assis Freitas.
__ "Amor Feito Poesia", de Maria L. Bózoli.
__ "Afrodite para Maiores", de Luciana P.
(e todos que me visitam sempre, pra minha honraria maior)

*

"Um galo sozinho não tece manhãs."
(João Cabral de Melo Neto)

36 comentários:

  1. Puxa, que legal! Obrigada! Vou aproveitar que dia 23 é dia de Florianópolis e faço o post direcionado pra essa ilha linda onde eu moro. Obrigada pela lembrança. Foi um presente de aniversário? Rsrsrs, sim estou de aniversário hoje. Vou considerar um presente de um novo amigo. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Como tenho vergonha de falar abertamente de mim, mas tenho consideração pelo mineiro aqui do blog, deixo versinhos acanhados, bobinhos, mas que acabei de fazer com carinho para vc, Pedro. Obrigada por se lembrar de mim, citando-me aqui em seu espaço. Já o considero um amigo neste universo blogueiro.


    Desafios me encabulam
    na poesia me escondo
    sobra um pouco,
    confesso, de fora;
    fica dentro, nem sempre,
    todo o mundo.
    Oferecendo versos
    dou um pouco de mim
    doo para você, assim,
    que me entende e lê
    com carinho minha palavra escrita
    que vem tímida, mas com zelo
    pois os amigos que ficam
    embrenhados nela
    fazem do meu coração poético
    lar maior ainda e
    para eu continuar, um pretexto.


    Beijo brasiliense especial para vc, Pedro! =)

    ResponderExcluir
  3. Luciana (xará da musa-esposa),
    Sem saber te presenteei - será assim mesmo que se presenteia? -? Então comemore com tudo a que você tem e tenha direito, moça. E a partir de agora, amigos? Então comemoro eu também, uai! Na minha cidade tem um bairro que se chama "Ilha", lugar onde adoro passear com a musa, para ouvir música "ao vivo" e bebericar alguma coisa ou sorver um bom sorvete pra refrescar o verão que dura quase o ano todo por aqui.
    Floripa, um dia queremos conhecer...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  4. Lara,
    Obrigado pelo carinho dos versos e pelo zelo comigo, viu! Pois é, amigos, às vezes, pagam o preço, né! E isso me faz lembrar a linda canção gravada pelo MPB-4, chamada "Amigo É Pra Essas Coisas" de que gosto tanto e bateu aquela vontade de ouvi-la neste instante em sua homenagem!

    Salve nossa amizade,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  5. Ola
    Boa tarde!
    Gostei do blog!
    Abcs
    Alexandre Taleb
    Consultor de Imagem/Personal Stylist
    Blog: http://ataleb.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Ô, querido... é sempre bom ler suas letras e saber seus cheiros. Obrigada pelas palavras carinhosas, e sinta o meu carinho pelos teus versos também.

    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  7. Ena, Pedro, tu sabes comprar, tu sabes cheirar, tu sabes sorrir :-)

    Um abraço luso!

    ResponderExcluir
  8. Pois bem, Seu Jorge... Vamos ao desafio:

    4 lugares onde comprar:

    - mercado central de belo horizonte. lá tem de tudo e mais alguma coisa. tem trancelim, peão, bola de gude, manivela pra soltar pipa, pipa, carne de sol, maxixe, jambo, cajá e o imperdível abacaxi no palito (que não vem mais no palito... e sim, numa sacolinha plástica)... e mais um zilhão de coisas maravilhosas...

    - a Canal Street, no Chinatown, aqui mesmo em Nova York, onde tudo o que se compra é legitimamente falsificado.
    Pra que pagar 5 mil dólares numa bolsa louis vouitton se você compra a mesma coisa por 20 pratas? a legítima luizinho vitão... que é a lesma lerda...

    - Livraria da Travessa, na Savassi, em Belo Horizonte, um ambiente em que se compra livro, bebe-se chope, cafezinho e se come pão de queijo.... e sempre em ótima companhia...
    já ouviram dizer que um cachorro cheiro o outro? e pelo rabo?

    - Aeroporto. Qualquer aeroporto de médio ou grande porte.
    É tudo sempre mais caro, eu sei, mas as lojas de aeroporto são uma mão-na-roda.
    nunca se chega ao destino de mãos vazias... ninguém fica "esquecido" pelo "chegante"...
    prendas de última hora, objetos de higiene pessoal, remedinho pra dormir durante o vôo e até aquela massagem relaxante, em que acabamos nos sentindo meio bicho de zoológico... todo mundo assistindo aquele momento de "intimidade" entre massagista e massageado...

    - 4 cheiros inesquecíveis:
    Pois bem: eu ia começar falando do cheiro de duas contravenções (maconha queimando e lança-perfume em baile de carnaval... mas isso me renderia problemas...rs... e como eu sou moço sério, vou entrar no espírito da coisa)

    * talco pompom com protex, que protege o bebê.
    quem já foi pai ou mãe, sabe do que tô falando.
    * cheiro de gol... a bola fica ali, zanzando, pererecando, rondando a pequena área e a gente sabe que a qualquer momento um grito vai ecoar nas arquibancadas. o cheiro de gol inebria as multidões... e alavanca esse grito que é mais sincero e mais profundo do que "eu te amo".
    * cheiro de terra molhada.
    é assim, ó: choveu, subiu o poeirão... fica aquele cheiro de chuva... igual em qualquer lugar do planeta.
    * cheiro de tinta no papel.
    costumo dizer que, pra quem escreve, esse cheiro é mais deliciante que qualquer Chanel 5...

    4 Coisas que me fazem sorrir:
    * escutar uma música nova, que me toque assim, de primeira... fico rindo... aparvalhado... é sorriso que custa a se dissipar.
    * quando minhas filhas pronunciam meu nome... sorrio, derreto-me inteiro... é automático.
    * quando revejo alguém de quem tenho saudade...
    um sorriso antes do abraço... é sempre assim, imperativo e necessário... de lei!
    * filmes de charles chaplin. já vi trocentas vezes.
    e rio sempre e mais.

    4 blogs a desafiar:
    Nariz de Defunto (Paulo Jorge Dumaresq)
    Tanto Mar (Líria Porto)
    Palavreares (Fernando Campanella)
    Ellenismos INina Rizzi)


    acho que é mais ou menos por aqui...
    ou por aí...

    ResponderExcluir
  9. Sylvia,
    Meus pobres versos de repente ficam 'ricos' assim, uai.

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  10. Alexandre,
    Já que aprendeu o caminho, perca-se sempre por aqui...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  11. Jorge,
    Sabes Tu desafiar. Vou agora apreciar de camarote (honraria maior, né!) as respostas do Roberto, que nos escuta logo abaixo (acima). Vamos?

    Abraço de Minas,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  12. Delima,
    Da próxima vez te desafiaremos pra uma partida de boxe, categoria peso-pesado, dez assaltos sem intervalo (rs). Te chamar para a luta (vã!) das palavras, prum poeta da sua cepa é sopa no mel: Noel Rosa contra Wilson Batista, este a nocaute a cada 'palpite infeliz'...

    Seu fã desde que o samba é samba,
    Darrama...

    ResponderExcluir
  13. ô xente - vamos lá:

    4 lugares para comprar:
    mercado central e livrarias leitura/travessa/siciliano/sebossssssss

    4 cheiros:
    pimenta/ malu / roupa lavada / o "cheiro de deus", de roberto drummond (para mim o 100 anos de solidão tupiniquim!!)


    4 coisas que me fazem rir:
    causos mineiros, encontro com amigos, meus próprios micos e distrações, minha neta.

    4 blogs:
    balaio porreta
    primeira pessoa
    diversos e afins
    ellenismos


    (sou resumida mesmo... risos)
    besos

    ResponderExcluir
  14. Líria das líricas,
    Em "O Cheiro de Deus" empatamos. Gosto desse romance sem nunca o ter lido, já pelo título. Usando uma frase do próprio Roberto Drummond: não li mas já gostei. Na realidade, li muito o cronista RD; o escritor, menos.

    Saudade de você,
    Ramúcio.

    ResponderExcluir
  15. A gratidão é o único tesouro dos humildes.

    William Shakespeare


    Agradeço seu carinho e amizade........Beijos!!!

    ResponderExcluir
  16. Livraria Leitura!! sempre passo por uma quando vou a BH... Coelho Diniz! Há! Meus quatro cheiros seriam dificeis de decidir, mas o livro O Perfume certamente é o "culpado" de um destes cheiros....

    ResponderExcluir
  17. Venho agradecer o carinho de tuas palavras em meu cantinho. Amanhã colocarei a leitura em dia para prestigiá-lo aqui.
    Beijos e excelente quarta-feira.

    ResponderExcluir
  18. Ena, Pedro, já viste as voltas que esta brincadeira dá? Nem de carrossel, hihihi!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Belas compras, cheiros inesquecíveis...e que sorrisos belíssimos... parabéns pelo blog... coisas para deixar bem à vista... um abraço...

    ResponderExcluir
  20. Pedro, acabei cedendo. A Lou me desafiou tbm e pensei: chega de frescura, rs. As respostas estão lá no Teatro.

    Beijo, querido.

    ResponderExcluir
  21. Pedro se me permite passei por aqui para ver as voltas que o desafio por mim lançado ao meu amigo Jorge deram...muito bom! :)
    É muito saudável esta partilha, é quase uma festa na blogosfera. hehehe

    ResponderExcluir
  22. não consigo pôr-me a lhe seguir mas passarei por cá com toda a certeza

    ResponderExcluir
  23. M@ria,
    HuMILdemente agradeço seu agradecimento, com carinho e amizade também. E pelo gênio do Shakespeare trazido a iluminar este nosso cantinho...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  24. Lílian,
    Ler é um vício que tenho desde o início do início de mim, e pretendo não me curar núncaras de nunca.
    Gostei de ler-te e, mais, saber-te tão novinha e já a serviço das palavras. A propósito, em terremota infância rabisquei assim:

    "Sou um ser a serviço das palavras.
    Decerto, por elas me condeno
    Ou por elas me consagro.
    Por isso, não sei se escrevo
    E deixo, ou escrevo e rasgo."

    Venho deixando e venho rasgando (deletando, hoje), conforme calhe ou não. Mas, escrevendo sem parar, afora uns brancos de quando em quando...

    Abraço valadarense,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  25. Pat,
    Também tratarei de arrumar um pouco mais de tempo, esse artigo às vezes escasso, para prestigiar a todos que me prestigiam aqui, e o lucro é cada vez mais recíproco, e neste caso ganha quem perde mais tempo. Por ora, agradeço sua visita e contabilizo já outras vindas suas sempre muito benvindas a este pedacinho de Benvirá, Canto Geral do Brasil...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  26. Jorge,
    Usando das palavras de nosso amigo Roberto Lima, essa 'suruba' já contagiou a blogosfera: ninguém resiste, poeta. Já ninguém quererá ficar de fora desse 'carrossel' que só faz crescer em sorrisos e cheiros por todos os lugares e blogues desafiados...
    E tanta gente pintando o melhor retrato de si mesma, feito Picassos ao espelho...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  27. Zininha,
    Você diz tudo isso para quem é tímido e acaba de o deixar feliz à vista de todos. Obrigado pelo carinho e venha sempre florir este cantinho que já é seu também, em toda estação: outono, inverno, primavera, verão e poezia...

    Abraço com alegria,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  28. Lara,
    Irei-me ao "Teatro" apreciar cada ato de sua peça e já pressinto o cheiro de muita coisa boa por lá.
    Até daqui a pouquinho, então...

    Abraço valadarense,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  29. Andy,
    Partilhemos sempre os desafios, que a vida vale pelos oásis escondidos nos desertos, pelos desertos atravessados sem extravios.
    A blogosfera está mesmo em festa, e tu culpada pela algazarra que se estende sem parar. Parabéns pelo sadio trote, pelo espírito de dividir!

    Sorrisos e cheiros,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  30. Desafios de toda ordem sempre estimulam.

    Forte abraço neo amigo Pedro.

    Alôha,

    Hod.

    ResponderExcluir
  31. Hod,
    Também a mim desafios sempre me movem mais, montanhas que se demovem feito nuvens num piscar de pensamento. Ave os desafios, amigo! Ave os tropeços por quais crescemos mais!

    Forte abraço,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  32. Adorei te ler, além do seu blog ser show, vc é uma lindo ser humano.
    com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  33. Resolvi postar as respostas também aqui, de onde partiu o desafio, e claro pela bela muvuca que está este espaço,rs,rs:

    4 lugares onde comprar:

    1. Onde tiver uma boa promoção, preço camarada e um objeto de desejo.
    2. Livraria Saraiva (depois de um passeio virtual pela galeria de livros)
    3. No supermercado J. Santos. É perto de casa e tem uns carrinhos de acondicionar compras pequenos que meu filho Zezinho – fiel companheiro - adora pilotar e encher de supérfluos.
    4. No Centro de Abastecimento, porque a feira-livre da cidade foi extinta no final da década de 70. Acha-se de tudo um pouco, pede-se desconto ou uma quebra (que é adicionar mais uma unidade do produto), ouve-se a algaravia que lembra as origens de um capitalismo romântico e os olhos se divertem com um sem número de figuras folclóricas. Ah, sim e tem todo tipo de água de fogo para ensandecer o corpo e a alma.

    4 cheiros:

    1. de livros
    2. do amor que me ama
    3. da lua cheia
    4. da saudade de meu pai

    4 coisas que me fazem sorrir:

    1. a alegria dos meus filhos
    2. a alegria dos meus amigos
    3. a alegria de escrever
    4. a alegria de estar vivo

    4 blogues a desafiar:

    1. inspirar-poesia.blogspot.com (Mai)
    2. ellenismos.blogspot.com (Nina)
    3. nudezpoética.blogspot.com (Lou)
    4. palavrearintenso.blogspot.com (Erikah)

    ResponderExcluir
  34. Hana,
    E eu adorei ser lido por você, isso é que é um show: tô podendo, sô!

    Com carinho e gratidão,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  35. Assis,
    Essa muvuca que tá ficando o Canto Geral, devo-a especialmente ao Sr. Roberto Lima: por ele é que isso aqui começou a andar e receber cada visita linda feito a sua, amigo-poeta. O Delima tem a senha das intersecções.
    E quanto ao "desafio": como não entrar na 'suruba'? E tenho observado o seguinte: todos citam pelo menos uma livraria como lugar de suas compras, e ignaramente concluo:
    __ Seria tão fácil se a Globo quisesse transformar este país numa Nação...

    Sempre feliz por merecer você aqui,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  36. Venho agradecer teu carinho lá no Blog e desejar que tenhas um fim de semana especial.

    Não tenho recebido tuas atualizações... estranho.
    Beijos.

    ResponderExcluir